Artistas bezerrenses brilham no São João de Serra Negra

A cada ano o São João de Serra Negra, apresenta diversas atrações consagradas no cenário musical nordestino e até nacional, atraindo uma infinidade de forrozeiros de todas as partes do Brasil, e se consolidando como o destino certo para quem curte o tradicional forró, ritmo genuinamente nordestino, com uma quantidade enorme de cantores e músicos que o praticam. Entretanto estas atrações não são as únicas que dão brilho ao evento em Bezerros, e vários artistas locais também se apresentam  vêm sendo bastante elogiados pelo público, em razão das grades apresentações realizadas, tanto no palco principal como no palco cultural.

Neste São João de 2018 a história se repete e o público delira com as grandes apresentações dos artistas bezerrenses, que se mostram talentosos e no mesmo nível das atrações maiores, sendo assim, destaques do evento. A seleta  é o nome justo para qualificar os nossos grandes artistas: Serginho Brayner, Patrícia Alves, Camila Lira, Carlinhos Melo, Anderson Alves, Walter Lins, Luizinho Moreno, Lady Falcão, Marcos Montez, Cabila, Calinhos Nova, Henrique Barbosa e os sanfoneiros Joãozinho do Acordeom, Sapatão, Neno, Rinaldo Xavier, Nildo, Salviano, e Fernando Siqueira, formam um time de primeira linha na música pernambucana. Eles fazem parte da programação do  Polo Cultural de Serra Negra, onde acontece o São João da Serra, ponto alto do São João de Pernambuco.

Afora estas atrações individuais, ainda temos as bandas Mega Play, Recanto de Bar, Balanço Tropical, Rei do Cangaço e Pau no Xote, que também se apresentam no palco principal, enquanto no anfiteatro do palco cultural, os trios bezerrenses  de forró pé de serra atraem milhares de forrozeiros; neste espaço também se apresentam os famosos grupos de danças populares, Papanguarte Balé Popular de Bezerros e Folc Popular e para completar Zezé e Zezita, conhecidos artistas bezerrenses de forró pé de serra, fazem shows regados as  mais tradicionais músicas dos eventos juninos de Pernambuco. Com tantos nomes assim, o São João da Serra Negra é também uma vitrine para o brilho dos artistas bezerrenses.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *